colica depois da menstruação

A cólica é uma velha conhecida de nós, mulheres. Tem quem sinta de forma muita intensa, e outras de forma mais branda, mas ela sempre vem. Comumente associada a um sintoma da TPM, ou seja, que antecede a chegada da menstruação, muitas meninas estranham quando o fluxo já desceu e as contrações uterinas ainda não cessaram. Será que isso é normal? Conversamos com a ginecologista Dra. Carolina Ambrogini que explica a origem desse incômodo, quais as principais dicas para lidar com a cólica e o seu tempo exato de duração.

colicas depois da menstruação

O que é a cólica menstrual?

As cólicas são caracterizadas como dorzinhas na parte abdominal que podem aparecer antes ou durante a menstruação. A cólica acontece porque as estruturas reprodutivas femininas estão se preparando para a fecundação. Nessa preparação, cria-se uma camada dentro do nosso útero chamada de endométrio que será responsável por nutrir o futuro embrião. Quando o nosso corpo percebe que não vai acontecer a fecundação, ele faz o procedimento inverso e descama o endométrio através de contrações no útero, que nada mais são do que as nossas famosas cólicas!


É normal sentir cólica mesmo depois que a menstruação desceu?

Mesmo que muitas pessoas acreditem que a cólica costuma ser um sintoma que aparece junto com a TPM, que geralmente acontece 10 dias antes do ciclo menstrual, a ginecologista desmente esse fato e confirma que o normal é sentir dor no momento em que a nossa menstruação desce. “A cólica menstrual ou dismenorreia, não faz parte do quadro clínico da TPM e sim, parte do quadro clínico da menstruação propriamente dita,” esclarece a profissional. Portanto, é normal que você sinta dores nos primeiros dias e se esse incômodo durar o ciclo inteiro, é recomendado que você procure sua ginecologista e explique para ela seus sintomas.


Por que temos a sensação de dor em várias partes do corpo?

O principal sintoma da cólica que sentimos é a dor na parte abdominal, mais precisamente localizada em nosso baixo-ventre. Porém, muitas vezes, esse incômodo pode se irradiar para as costas e para os membros inferiores. “Dependendo da intensidade, a cólica pode desencadear uma série de outros sintomas como náuseas, diarreia, vômitos, tontura ou até mesmo dores de cabeça”, finaliza a profissional. Isso ocorre porque o excesso de prostaglandina que causa as cólicas intensas também afeta outros órgãos e pode gerar essa série de sintomas indesejáveis!

colicas apos menstruação

Como lidar com a cólica?

Existem diversas maneiras de lidar com as dores causadas pela cólica e algumas dicas para controlar esses sintomas. Veja só:

- Usar bolsas de água quente;

- Fazer uma massagem no local, caso a menina sinta cólicas leves;

- Em caso de cólicas moderadas, utilizar algum medicamento indicado por um profissional da área para aliviar a dor;

- Para cólicas muito forte a ginecologista alerta: “Medidas como utilizar algum método hormonal podem ser tomadas para conter os sintomas”, explica Carolina.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *